A instalação de digestão anaeróbia é alimentada com resíduos de alimentos obtidos na coleta de lixo, resíduos de processamento de alimentos, resíduos de alimentos em supermercados e resíduos de cervejaria. 

A matéria orgânica é introduzida em uma entrada de alimentação no início do processo, onde um rotor cortador processa a matéria prima.  As bombas peristálticas de mangueira Verderflex faziam o lodo cortado sair dos tanques de armazenamento e passar por um trocador de calor para elevar a temperatura antes de entrar na instalação principal de DA. 

Conforme o material orgânico quente entra na instalação de DA principal, ele é dosado de forma confiável e precisa por uma bomba Verderflex Dura com um tamponamento de pH inorgânico para acelerar e maximizar a decomposição do material. 

A grande massa de material inorgânico é ‘agitada' por bombas Verderflex em uma sala da planta conectada por uma série de canos para maximizar a área de superfície e acelerar ainda mais o processo de DA e obter o maior rendimento de calor e biogás. O calor é reciclado, voltando ao trocador de calor. 

Ao final do processo de DA, o lodo de digestor e a água de resíduos são bombeados para fora do tanque por uma bomba de mangueira Verderflex para ser usado como fertilizante. 

Em seguida, o produto final — o biogás — é filtrado e processado para ser inserido na rede nacional de gás. 

A linha de bombas de mangueira industriais Verderflex processou: 

• Material orgânico frio cortado pelo rotor 

• Material orgânico quente 

• Lodo quente 

• Lodo de biodigestor 

• Licor da água de resíduos 

• Soluções químicas e de enzimas